O assunto mais comentado do momento desde as últimas horas desse domingo (27) e a manhã dessa segunda-feira (28) é o tapa que o ator Will Smith deu no também ator e comediante Chris Rock, o produtor e personagem inspirador da série "Todo Mundo Odeia o Chris". Para que nesse caso, o astro vencedor da categoria melhor ator da noite, também o odeia.

A parte mais comentada do Oscar 2022 não é o vencedor de Melhor Filme , nem o que os famosos vestiram: é o tapa que Will Smith deu em Chris Rock no palco da premiação.

Em seu discurso após vencer o seu primeiro Oscar de Melhor Ator, Will Smith pediu desculpas à Academia e disse que esperava ser convidado para o evento novamente. Ocaso fez surgir outra dúvida: o tapa pode fazê-lo perder a estatueta?

Ao jornal New York Post, uma fonte de destaque em Hollywood afirma que essa é uma possibilidade: "Foi basicamente uma agressão. Todos ficaram chocados, foi muito desconfortável. Eu acho que o Will não aceitaria devolver seu Oscar, mas ninguém sabe o que vai acontecer agora".

Procurada pelo jornal, a Academia não respondeu se pretende tomar medidas para punir Will Smith.

The Academy does not condone violence of any form.

Tonight we are delighted to celebrate our 94th Academy Awards winners, who deserve this moment of recognition from their peers and movie lovers around the world.

— The Academy (@TheAcademy) March 28, 2022

Tradução: "A Academia não tolera violência de qualquer forma.

Hoje à noite temos o prazer de celebrar nossos vencedores do 94º Oscar, que merecem este momento de reconhecimento de seus colegas e amantes do cinema em todo o mundo."

Veja também!

Cabrini diz que passou fome ao fazer cobertura da guerra

Sogro de personal registra queixa policial contra sem-teto

Aos olhos da lei, Will Smith não enfrentará problemas — ao menos por enquanto. Em nota enviada à revista Variety, o Departamento de Polícia de Los Angeles disse que Chris Rock optou por não abrir um boletim de ocorrência, mas se colocou à disposição do comediante caso ele mude de ideia.

Em 2017, diante das denúncias de assédio sexual na indústria cinematográfica, a CEO da Academia, Dawn Hudson, reforçou o código de conduta da organização. Segundo a revista Variety, ela enviou um comunicado aos membros afirmando: "A filiação à Academia é um privilégio oferecido a um grupo seleto na comunidade global de cineastas. Além de conquistarem excelência nas artes e ciências audiovisuais, membros também devem se comportar de forma ética e respeitar os valores da Academia de respeito à dignidade humana, à inclusão e a um ambiente acolhedor que promova a criatividade."

O comunicado ressalta: "Não há lugar na Academia para pessoas que abusem de seu status, poder ou influência de forma que viole os padrões reconhecidos de decência. A Academia se opõe categoricamente a qualquer forma de abuso, assédio ou discriminação com base em gênero, orientação sexual, raça, etnia, deficiência, idade, religião ou nacionalidade".

O momento em que Will Smith dá o tapa em Chris Rock Foto: Reuters/Brian Snyder

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS