Um sentimento de dor, angústia e incerteza aflige familiares, amigos e até pessoas que nem conhecem a menina Isabela Lima Mendes, de 10 anos. Ela está desaparecida desde o último dia (8), última vez que entrou em contato com uma pessoa.

Uma corrente de solidariedade tomou conta de Marabá, no sudeste do estado, após a notícia de que a menina havia desaparecido. A mãe dela, Gleiciane Lima Rabelo Amaral, de 32 anos, foi morta com golpes de marreta na cabeça. O corpo da mulher foi encontrado na última quarta-feira (11), na casa onde ela morava com a filha e o padrasto da menina.  

Gleciane e a Filha Isabela
Gleciane e a Filha Isabela | Reprodução

O autor do crime teria sido o próprio companheiro, Eliezer Almeida Amaral, de 30 anos, que se jogou embaixo de uma carreta no Km 6, na Nova Marabá. 

Buscas   

A Polícia Civil está realizando buscas neste final de semana na zona rural da cidade e nos perímetros por onde o padrasto da menina havia passado. Os agentes estão utilizando até cavalos na procura por Isabela Mendes. Caso não seja encontrada neste domingo (15), cães farejadores serão utilizados nas buscas nesta segunda (16).     

Voluntários

Por outro lado, um grupo de voluntários que atua na área de segurança pública e privada iniciou buscas pela menina na manhã deste sábado (14). As buscas iniciaram às proximidades da AABB, às margens da BR-230.

De acordo com o coordenador da ação, João Carlos Sousa da Silva, havia uma informação de que Eliezer Almeida havia sido visto com o carro parado no local, momentos antes de se jogar embaixo de uma carreta. “A gente varreu aquela área todinha atrás da AABB para faculdade até no cemitério e a frente do B Log e 52 Bis até na cerâmica. E na lagoa entre a Fanta e a área do Exército”, contou João Carlos.  

Os voluntários retomarão as buscas na tarde deste domingo (15), uma vez que pela manhã muitos estariam fazendo a prova do concurso público do Corpo de Bombeiros do Pará. A busca será no Bairro São Félix, tendo em vista que o GPS do celular de Isabela apontou que esteve naquela área na última segunda-feira (9).

Buscas serão retomadas pelos voluntários na tarde deste domingo (15) | Divulgação

Veja também: 

Marido suspeito de matar esposa se joga embaixo de caminhão 

Polícia tenta montar quebra-cabeça para localizar menina   

O pai de Isabela, Ademar Souza, também tem colocado cartazes em Marabá e nas vilas de Parauapebas com a foto da menina e contato para quem tiver informações avisar a polícia ou a família. 

Ademar, pai de Isabela, também está sendo incansável nas buscas pela filha | Reprodução

Quem tiver informações sobre o paradeiro ou qualquer informação que possa ajudar nas buscas pode repassar para o fone (94) 3312-3350 ou WhatsApp (94) 98198-3350.    

Policiais civis utilizam cavalos nas buscas Foto: Reprodução

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS