Maltratar animais, sejam eles domésticos, domesticados ou silvestres, é crime desde 1998, com detenção de 3 meses a 1 ano. Recentemente, a pena para violência contra cães e gatos aumentou para 2 a 5 anos de prisão, com agravante em caso de morte dos bichos.

Moradores do condomínio Rios do Pará, localizado no bairro Levilândia, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém, denunciam uma sequência de mortes de animais com sinais de envenenamento dentro do residencial.

Veja também:

Vídeo: tubarão é encontrado por pescadores no interior do PA

Vídeo: morador filma cães à caça de gatos em Belém

Somente de abril a maio deste ano, 12 cães e gatos foram encontrados agonizando ou já sem vida por moradores.

No caso mais recente, ocorrido no início desta semana, o corpo de um gato foi encontrado já em avançado estado de putrefação em um terreno que seria, de acordo com os relatos de moradores, o local onde a maior parte dos animais foram achados sem vida.

O caso é investigado pela Divisão Especializada em Meio Ambiente e Proteção Animal (Demapa), da Polícia Civil do Pará, que apura as circunstâncias e os culpados pelas mortes dos animais. A delegada Adriana Magno, que chefia as investigações, afirma que já identificou alguns suspeitos.  

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS