Walter Casagrande não é mais comentarista do Grupo Globo. O ex-jogador fez o anúncio em vídeo em que diz não faz mais parte do esporte da emissora. A Globo confirmou, em nota oficial, a saída e disse que a decisão foi tomada "em comum acordo".

"Olá pessoal. Vim aqui para avisar a vocês que, depois de 25 anos de TV Globo, seis Copas do Mundo, com cinco finais, incluindo a de 2002 com os dois gols do Ronaldo, três Olímpiadas e diversas finais de campeonato por aí, meu ciclo acabou. Tô saindo da Globo hoje, não faço mais parte do grupo de esporte da TV e vou seguir minha estrada. Na realidade acho que foi um alívio para os dois lados. Um beijo a todos", disse Casagrande em sua mensagem de despedida.

A Globo enviou uma nota confirmando a saída: "Como jogador, Walter Casagrande Júnior escreveu uma história importante dentro de campo: ídolo do Corinthians, onde foi protagonista da Democracia Corintiana, teve passagem pelo futebol europeu e também defendeu a seleção brasileira na Copa do Mundo de 1986. Fora dos gramados, a trajetória foi também de sucesso. Há 25 anos, ele exerce a função de comentarista, 24 deles na Globo. Um período marcado por grandes momentos, conquistas, emoções, superação e pela autenticidade, uma de suas marcas registradas. Em comum acordo, a parceria entre Globo e Casagrande chega ao fim, mas suas análises estarão para sempre marcadas no almanaque das transmissões de futebol da televisão brasileira. Como jogador, Walter Casagrande Júnior escreveu uma história importante dentro de campo: ídolo do Corinthians, onde foi protagonista da Democracia Corintiana, teve passagem pelo futebol europeu e também defendeu a seleção brasileira na Copa do Mundo de 1986. Fora dos gramados, a trajetória foi também de sucesso. Há 25 anos ele exerce a função de comentarista, 24 deles na Globo. Um período marcado por grandes momentos, conquistas, emoções, superação e pela autenticidade, uma de suas marcas registradas. Em comum acordo, a parceria entre Globo e Casagrande chega ao fim, mas suas análises estarão para sempre marcadas no almanaque das transmissões de futebol da televisão brasileira."

O apresentador esportivo Benjamin Back, que comanda o programa "Arena SBT", repercutiu a demissão de Walter Casagrande, que anunciou nesta quarta-feira (6) sua saída do quadro de comentaristas do Grupo Globo.

Nos comentários de uma postagem realizada por Casagrande no Instagram, Back cutucou a emissora carioca ao sugerir que, a partir de agora, o comentarista deve ser feliz.

"Venha ser feliz", escreveu sucintamente o apresentador, naquilo que muitos interpretaram como uma alfinetada à Globo, enquanto outros suscitaram a possibilidade de um convite para integrar o time de funcionários do SBT, que tem aumentado o investimento no setor de esportes.

Essa, porém, não foi a primeira vez que Benjamin Back alfinetou a TV Globo. Em janeiro do ano passado, durante a final da Libertadores disputada entre Palmeiras e Santos, partida transmitida pelo SBT, o apresentador provocou a emissora carioca com uma cópia do Big Fone, telefone usado no reality show "BBB".

Leia também:

Cebolinha chega ao Flamengo e sonha com Copa do Mundo

Destaque no Flamengo deve deixar o time e voltar ao seu país

Posteriormente, em entrevista ao canal "Bolívia Trailer Show", do youtuber Bolívia, Benjamin Back não escondeu a satisfação por ter conseguido superar a audiência da Globo na ocasião -a empresa da família Marinho era detentora dos direitos de transmissão da Libertadores, mas perdeu para o SBT.

"Na hora que eu acabei e saí, vou te falar... Eu tive uma put* sensação", falou sobre ter superado a Globo com a transmissão da final.

Também no ano passado, Benjamin Back criticou o narrador esportivo da Globo, Galvão Bueno, e não escondeu incômodo pelo fato de o locutor ter convidado o técnico do São Paulo, Rogério Ceni, para participar do "Bem, Amigos", do SporTV, durante uma coletiva de imprensa.

"Agora pode usar entrevista coletiva com o intuito de convidar treinador para ir em programa? Liberou geral? Que feio", disse o contratado do SBT.

O apresentador esportivo Benjamin Back e Walter Casagrande. Foto: (Divulgação)

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS