Considerado decisivo para as pretensões de ambos os clubes, visando a sequência da Série C do Campeonato Brasileiro, Paysandu e Remo intensificam as preparações das equipes para o clássico 766 na história entre os rivais. Sem saber o que é vencer nas últimas partidas, Leão e Papão esperam poder contar com a força máxima de seus elencos para sair do gramado do Baenão, com mais uma vitória e ficar mais perto da classificação à 2ª fase da disputa.

O técnico do Paysandu, Márcio Fernandes, ainda convive com a dúvida quanto à utilização dos jogadores que estiveram no Departamento de Saúde do clube e que, por este motivo, não estiveram nos últimos jogos do time na Série C do Brasileiro. O treinador ainda aguarda pela reintegração do lateral-direito Igor Carvalho, do volante Mikael e dos atacantes Danrlei e Pipico ao elenco bicolor. Todos os atletas já encerraram tratamento médico e agora se submetem à fase de transição, que consiste entre a saída do DS e a recuperação física para, só depois, serem reintegrados ao elenco de forma normal.

Paysandu quer vitória no clássico para levantar cabeça 

Meia lamenta Re x Pa sem torcida do Paysandu

Na tarde da última terça-feira (28), por ocasião da reapresentação do elenco, após o desastroso empate frente ao Brasil, os atletas se limitaram a treinamentos especiais dirigidos por membros da comissão técnica. O caso que mais chamou a atenção entre os lesionados foi o de Carvalho. O jogador fazia tratamento nos ligamentos do joelho esquerdo e, durante esse período, acabou sofrendo um problema na panturrilha esquerda. Apesar das duas seguidas contusões, o lateral já faz a transição e pode, com remotas possibilidades, é verdade, aparecer na lista do treinador para o Re-Pa do final de semana. O atleta está há três semanas em tratamento.

A expectativa de Fernandes é contar não só com Carvalho, mas também com Mikael, que se recuperou de um estiramento na coxa direita, Danrlei, lesionado também na coxa direita, e Pipico, atingido na região do tórax em um jogo treino contra o sub-20 do clube. É possível que todos esses atletas sejam reintegrados ao elenco nas atividades de hoje, quando o grupo bicolor passa a trabalhar mais forte visando o grande clássico contra o maior rival e que deve servir como divisor de águas para azulinos e bicolores no Brasileiro.

Atacante Pipico poderá ser uma das novidades do Paysandu diante do Remo, no Baenão Foto: John Welsey / Paysandu

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS