Em jogo grande como um clássico, cada um tem a sua superstição para a batalha dentro de campo. Para o Clube do Remo, um "talismã" será usado como arma em mais um Re-Pa.

Experiente quando o assunto é o “Superclássico da Amazônia”, o volante sergipano Anderson Uchoa é o amuleto da equipe comandada pelo técnico Gerson Gusmão para o duelo deste domingo (3), no estádio Evandro Almeida, pelo Campeonato Brasileiro da Série C.

Desde 2019 atuando no futebol paraense, Uchoa sabe muito bem a pressão de jogar um clássico e pode ostentar uma marca pessoal: o volante nunca perdeu um Re-Pa atuando em campo.

Torcida do Remo esgota ingressos para o Re-Pa

Uchoa também tem um peso em clássico: marcar gols em dois clubes no Re-Pa, o último deles na final do Parazão quando o Remo venceu por 3 a 0 dentro do Baenão, local do jogo deste domingo.

  

A presença de Uchoa no time do Remo passa confiança ao Fenômeno Azul, que vai lotar o Baenão em mais um clássico Re-Pa, com cobertura especial do DOL.

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS