Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), as jornadas de trabalho acima de 55 horas semanais, podem aumentar em 17% as chances de ataques cardíacos e de 35%  os riscos das mortes por AVC. Além de gerar doenças graves como síndrome de burnout, transtorno de ansiedade, síndrome do pânico, depressão entre outras.

Uma médica de 26 anos, foi encontrada morta dentro do banheiro do Hospital Estadual Ernestina Lopes Jaime (Heelj) em Pirenópolis, no Entorno do Distrito Federal. 

A vítima foi encontrada pelos colegas de trabalho no último sábado (25), próximo ao horário que deveria assumir o plantão da unidade.

Leia também:

Homem é morto logo após deixar penitenciária em Santa Izabel

Pesquisa revela que pessoas com cheiros parecidos se dão bem

Após denúncias, executiva asusme presidência da Caixa

"O pessoal abriu a porta do quarto [em que ela estaria] e ouviu a torneira ligada no banheiro. Bateram na porta, ela não respondia, então arrombaram e encontraram o corpo dela lá", descreveu o delegado Tibério Martins.

A causa da morte está sendo investigado pela Policia Civil, e se alguém deve ser responsabilizado. Segundo o delegado, ao lado do corpo da jovem médica, havia um frasco de remédio e uma seringa, de acordo com ele, deve ser apurado o regime de trabalho da médica no local, se há envolvimento de outras pessoas ou se ela morreu em decorrência de um choque anafilático, uma reação alérgica grave que pode ser fatal.

De acordo com o delegado, no frasco estava escrito um tipo de anestésico que é usado para regularizar o sono, a confirmação de qual substância pode ter sido usada pela médica e qual o intuito são objetos da investigação, dependem do resultado da perícia.

As investigações contam com o resultado da Polícia Técnico-Científica para esclarecer o que levou a morte da jovem. Questionado se a médica estaria com sobrecarga de trabalho, o delegado disse que essa questão também está sendo investigada.

"Sobre o horário de plantão, circulou essa informação [de que a médica estaria trabalhando há 60 horas direto] pelas redes sociais, mas o hospital já desmentiu esta carga horária. Em todo caso, será apurado o regime de trabalho dela no ambiente hospitalar. [...] Nós não descartamos nada nesse sentido, se com o andamento das investigações for informado que esse medicamento era de uso frequente dos médicos, aí teremos mais essa linha para apurar", explicou.

A jovem médica foi encontrada com um frasco e uma seringa ao lado do corpo.
A jovem médica foi encontrada com um frasco e uma seringa ao lado do corpo. | (Divulgação)
A jovem médica foi encontrada com um frasco e uma seringa ao lado do corpo. Foto: (Divulgação)

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS