Mineradores canadenses fizeram uma descoberta impressionante por acaso nesta semana. Durante uma escavação em busca de ouro no território de Yukon, no Canadá, um filhote de mamute lanoso mumificado “mais completo” da América do Norte foi encontrado, segundo anunciaram as autoridades na última sexta-feira (25).

Na terça-feira (21), o governo de Yukon e a Primeira Nação de Tr’ondek Hwech’in divulgaram um comunicado a imprensa relatando que os trabalhadores da mineradora haviam encontrado o animal congelado e “quase completo” enquanto escavavam a região.

De acordo com os geólogos, as informações iniciais indicam que o mamute seja uma fêmea, tendo o mesmo tamanho de um outro filhote, de 42 mil anos de idade, descoberto na Sibéria em 2007. Os especialistas acreditam que o animal encontrado desta vez morreu e congelou há mais de 30 mil anos.

“Como paleontólogo da era do gelo, foi um dos meus sonhos de vida ficar cara a cara com um mamute lanoso real. Esse sonho se tornou realidade hoje”, disse Grant Zazula. “Nun cho ga é linda e um dos mais incríveis animais mumificados da era do gelo já descobertos no mundo. Estou animado para conhecê-la mais.”

Veja também:

O bebê, que se acredita ser do sexo feminino, foi batizado de Nun cho ga
O bebê, que se acredita ser do sexo feminino, foi batizado de Nun cho ga | Divulgação / Governo de Yukon

“Nun cho ga” é o nome dado por anciãos de Tr’ondek Hwech’in ao fóssil descoberto. Na língua Han, o nome significa “grande bebê animal.

“O Yukon sempre foi um líder de renome internacional para a pesquisa da era do gelo e da Beringia. Estamos entusiasmados com esta descoberta significativa de um filhote de mamute lanudo mumificado: Nun cho ga”, disse o ministro do Turismo e Cultura Ranj Pillai.

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS