A mulher que aparece em imagens de vídeo sendo agredida por um empresário no terreno de uma casa noturna de Itaituba, na região sudoeste do Pará, disse em depoimento à Polícia Civil que estava catando latinhas para comprar um presente para sua filha. A gravação, que veio a público na última segunda-feira (16), gerou muita indignação nas redes sociais.

Fabiana Vieira, de 50 anos, negou que tenha invadido o terreno. Segundo ela, o proprietário já havia a autorizado a pegar as latinhas de cerveja com antecedência. No último sábado (14), quando ela já estava no local o homem começou a xingá-la e a acertou com uma série de golpes de facão nas costas. O vídeo mostra ainda que durante a agressão, Fabiana foi obrigada a arrumar alguns sacos pretos de lixo espalhados pelo terreno.

LEIA TAMBÉM:

Pará: empresário usa facão para agredir catadora de latinhas

Juiz leva corpo da esposa morta à polícia em Belém

Ainda na delegacia, Fabiana concedeu entrevista aos repórteres presentes. Chorando muito, ela contou que sua filha estava fazendo aniversário de 2 anos de idade justamente nesta segunda-feira (16).

Por isso, sua intenção era juntar latinhas de cerveja para conseguir algum dinheiro e poder comprar "umas coisas" para a criança, além de levá-la para brincar em um pula-pula. Ela também revelou que está desempregada e aproveitou a oportunidade para pedir ajuda à população de Itaituba.

Boletim de Ocorrência

Após a divulgação do vídeo, o agressor foi identificado como o empresário Luizinho, proprietário da casa noturna “Selva Beer“, localizado no bairro Floresta. Assim como a vítima, ele foi convocado a prestar depoimento em uma delegacia da cidade, no início da tarde de ontem. Um Boletim de Ocorrência (B.O) foi registrado.

Segundo o empresário, esta não seria a primeira vez que Fabiana teria entrado sem autorização em sua propriedade. Ele também alegou que inicialmente teria pedido para que a catadora deixasse o local, ao que ela teria se recusado. Ele também alegou que inicialmente teria pedido para que a catadora deixasse o local, ao que ela teria se recusado.

Assista ao vídeo da agressão:

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS