Com a volta das festividades do Círio de Nazaré após dois anos, a Diretoria da Festa realiza uma ação de educação ambiental em parceria com empresas de tratamento de resíduos, instituições sem fins lucrativos, grupos de pesquisa, estudantes e jovens voluntários para incentivar a separação de materiais descartados e a conscientização ambiental nas celebrações deste ano.

Leia também

Vendedor de canetas de Belém se torna milionário aos 26 anos

MPF denuncia ameaças de ataques a aldeias indígenas no PA

Neste ano, a Diretoria da Festa amplia as atividades do EcoCírio para a 1ª edição da Quermesse Mariana, que ocorrerá de 20 a 29 de maio, onde serão colocados pontos de coleta de recicláveis e lixeiras para resíduos orgânicos e rejeitos na área do evento, na praça Santuário.

 Ao todo, serão quatro pontos de coleta de resíduos recicláveis e lixeiras para materiais orgânicos, gerados durante os dez dias da Quermesse Mariana. Eles ficarão em locais estratégicos, principalmente perto das vendas de alimentos e com grande movimentação de pessoas.

 “As festividades que envolvem o Círio de Nazaré são de extrema importância para o povo paraense e é uma honra para a empresa fazer parte dessa história”, explica o José Reginaldo Bezerra, diretor regional da Guamá Tratamento de Resíduos.

“Essa iniciativa conjunta visa manter o espaço agradável e saudável para quem frequentar a Quermesse, aproveitar ao máximo a reciclagem de resíduos gerado nos dez dias, além de ser uma oportunidade de orientar a comunidade sobre educação ambiental”, acrescenta Reginaldo.

 Durante o evento, a Guamá Tratamento de Resíduos terá uma equipe para dar explicações sobre o papel da separação adequada de resíduos e a importância para o meio ambiente. O material reciclável será retirado por voluntários e entregue à cooperativa que atende a região.

 “Um dos objetivos do EcoCírio e da Diretoria da Festa é fazer das procissões e eventos do Círio ambientes mais sustentáveis. Isso é muito bom não só para as pessoas que participam desses eventos, mas também para a cidade. E essa festividade, apesar de estar na sua primeira edição, seguirá as mesmas ideias”, destaca Sérgio Reis, diretor da Festa de Nazaré.

A Quermesse Mariana é o primeiro evento da parceria, que será mantida até os eventos e romarias do Círio de Nazaré deste ano. “Então, estimular desde já com essa consciência é muito importante, inclusive para se estabelecer um paradigma nas festividades. Por isso, contar com o apoio dos parceiros e voluntários é essencial para o êxito da ação”, ressalta Sérgio.

 As Instituições parceiras da ação são: Guamá Tratamento de Resíduos, Instituto Solví de Responsabilidade Social, Recicle Soluções Ambientais, Associação Nhandeara, GEMAS – Grupo de Pesquisa em Meio Ambiente e Sustentabilidade e GEAMAZ – Grupo de Pesquisa em Educação Ambiental na Amazônia, ambos da Universidade Federal do Pará (UFPA).

EcoCírio

Desde 2016, a Diretoria da Festa criou o EcoCírio, um projeto de conscientização que une responsabilidade social e ambiental, visando conscientizar as pessoas que visitam o Arraial de Nazaré, desde quando é montado. A ação tem como objetivo estimular todos os frequentadores do Arraial e da Praça Santuário ao descarte apropriado de resíduos sólidos.

 Aterro Sanitário

Em operação desde 2015, a Guamá Tratamento de Resíduos gerencia o aterro sanitário de Marituba, responsável pela destinação final adequada de resíduos gerados por Belém, Ananindeua e Marituba. O local recebe diariamente cerca de 1.300 toneladas de resíduos, que são tratados adequadamente, de acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Com uma obra completa de engenharia e investimentos em melhorias constantes, são aplicadas tecnologias como cobertura sintética com mantas, tratamento de chorume por osmose reversa e usina de biogás para tratamento do metano, além do monitoramento e controle ambiental.

Neste ano, a Diretoria da Festa amplia as atividades do EcoCírio para a 1ª edição da Quermesse Mariana. Foto: Diego Beckman/DOL

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS