Pelo menos 12 bandidos participaram do roubo à joalheria Sara, no Village Mall, localizado na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. O crime aconteceu no último sábado (25) e foi registrado por câmeras de segurança. A ação dos criminosos resultou na morte do vigilante Jorge Luiz Antunes, de 49 anos.

Desde o acontecimento, a Polícia Civil tem atuado para identificar os criminosos, entre os nomes está o presidente da facção criminosa Comando Vermelho do Pará, Rodolfo Nascimento Silva, o “Mão”. A digital foi identificada na cena do crime em menos de 24 horas. A prisão temporária já foi deferida pela Justiça.

O “Mão”, segundo a Polícia, participou também de um outro assalto, dessa vez em 2019, a uma filial da mesma joalheria, mas na Zona Sul do Rio de Janeiro. Ele estava escondido na Vila Cruzeiro, na Penha, mas fugiu para a Rocinha.

VEJA TAMBÉM:

+ Acusados de matar PM morrem e arma da vítima é recuperada

+ Trio que caçava PM para matar é preso no Jurunas

Atualmente, o serviço de inteligência da polícia avalia que chefes de quadrilha do Pará migraram para o Rio de Janeiro após alianças feitas dentro de presídios e que, pelo menos, 60 criminosos do estado da região norte estejam escondidos na capital fluminense, principalmente na Rocinha.

Rodolfo Nascimento Silva, o "Mão", teve a digital identificada na cena do crime Foto: Reprodução

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS