Horários de pico como o retorno para casa ou mesmo a ida para o trabalho são sempre complicados para motoristas, usuários do transporte coletivo e pedestres que estão na rua. A situação sempre costuma piorar quando algo pode obstruir as vias nas grandes cidades.

Um grave acidente envolvendo um ônibus e veículos de passeio ocorreu na tarde desta quarta-feira (22), na avenida Augusto Montenegro, em Belém.

Imagens feitas por quem estava nas proximidades mostram um ônibus parado ao lado de outro veículo parcialmente destruído na avenida em frente ao Parque Shopping.

O motorista do coletivo, Paulo Roberto Reis da Silva, disse que não houve falha mecânica.

“O carro vermelho que vinha na minha frente parou e dei na traseira. Joguei o carro para a calçada, tinha muita gente, mas graças a Deus não atingiu ninguém”, relatou.

“Não foi falha mecânica. O sinal fechou e quando olhei já estava em cima”.

O ônibus estava cheio no momento, com cerca de 60 passageiros.

“Eu não vinha com velocidade, por isso não houve desespero no momento. Subir na calçada foi a melhor solução, já que poderia esmagar o carro com outro ônibus”.

No momento do acidente, um senhor que estava de bicicleta bateu a perna e uma senhora chegou a passar mal.

“Era a minha primeira viagem do dia. Em 35 anos de rodoviária, nunca tinha me acontecido isso”, disse o motorista à repórter Cácia Medeiros, da RBATV, ainda bastante abalado.

O motorista do carro vermelho revela que teve perda total do veículo. “Eu estava parado no sinal quando o ônibus bateu na traseira do meu carro e quase me amassa com outro ônibus”, narrou Luan Ferreira.

Ele disse que apenas ralou o joelho e sentiu o pescoço no momento do impacto.

“Eu estava indo para casa pegar a minha filha. Foi um livramento. Deus me salvou”. 

Cristiano Lagemann da Silva, passageiro do coletivo, também descreveu como tudo aconteceu.

Veja no vídeo:

Equipes do Corpo de Bombeiros estiveram no local, que registrou congestionamento.

Acidente ocorreu próximo ao Parque Shopping e de uma parada de ônibus Foto: Cristiano Lagemann da Silva

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS