A morte de uma mulher de 40 anos, identificada como Sandra More, é cercada de mistério devido à situação curiosa em que o óbito, ocorrido ano passado, foi constatado. 

Sandra foi encontrada morta dentro do seu apartamento que fica localizado em Shelton Staffordshire, Inglaterra. 

De acordo com o laudo,, divulgado apenas este ano, a mulher morreu durante um ato de autoerotismo. O documento aponta que Sandra sofreu uma asfixia auto erótica, uma restrição intencional de oxigênio para o cérebro e outras partes do corpo, o que acabou ocasionando uma compressão no pescoço.

LEIA TAMBÉM:

Restaurante é fechado após acharem pele de cobra na comida

Veja o vídeo: céu fica vermelho e assusta moradores na China

Os exames médicos também detectaram que ela havia consumido uma droga conhecida como monkey dust.

Durante a investigação do caso, agentes descobriram que um homem havia visitado Sandra em casa.. Por causa disso, a hipótese de assassinato foi levantada.

A investigação sobre assassinato foi iniciada, mas logo descartada pelos investigadores.

Segundo o "StokeonTrentLive", os agentes descobriram que Sandra vivia no ramo da prostituição e atendia pelo nome de Michaela.

A mulher, de 40 anos, foi encontrada morta dentro do próprio apartamento Foto: Reprodução/ Depositphotos

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS