Quando você pensa que já viu de tudo, vem a vida e te surpreende de forma que nem nos melhores contos seria possível pensar em um roteiro tão original. Moradores de uma vila localizada no leste da Índia foram surpreendidos com uma notícia que além de triste, se tornou pra lá de inusitada. 

Uma mulher, identificada como Murmu, de 70 anos, foi morta por um elefante enquanto coletava água. A informação foi confirmada pelo tabloide britânico Daily Mail e por outros veículos de imprensa locais. O triste fato aconteceu na última quinta-feira (09), quando a mulher foi surpreendida pelo animal, que a pisoteou e foi embora.

Dono de padaria viraliza após construir o próprio jazigo

A idosa ainda chegou a ser socorrida, no entanto, não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital horas depois. Durante a noite, quando o corpo da mulher estava na pira funerária (uma estrutura, em geral feita de madeira, onde se queima o corpo humano como parte de um ritual funerário), o animal voltou ao local, pisou novamente no corpo de Murmu.

Leia também:

Mulher encontra namorado "desaparecido" com esposa e filhos

Vídeo: orangotango em jaula quase quebra perna de homem

De acordo com a imprensa local, a cerimônia funerária continuou normalmente após o animal deixar o recinto. As autoridades acreditam que o elefante viajou do Dalma Wildlife Sanctuary até o local do acidente, que fica a mais de 200 km do ponto de origem.

Estimativas do governo indiano mostram que aproximadamente 100 pessoas são mortas por elefantes a cada ano, mas fundações afirmam que o número pode ser até três vezes maior.

Animais andam livremente pelas ruas do país. Número de mortes anuais é considerado grande Foto: Reprodução: Internet

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS