Na última semana (16), um macaco-aranha vestido de soldado foi uma das 12 vítimas mortais durante um tiroteio entre o cartel de drogas ‘La Familia Michoacana’ e a Guarda Nacional mexicana, em Texcaltitlán.

Segundo o jornal Milenio, o animal estava vestido com um colete à prova de balas, um casaco de camuflagem e uma fralda, e estava no peito do seu dono, um jovem de 20 anos, que também foi morto durante o confronto.

Vídeo de mais um macaco morrendo no chão viraliza em Belém

Laudo sobre morte de macacos em Belém já tem data

Ainda de acordo com o veículo de notícias, o rapaz e o macaco-aranha foram encontrados com vários ferimentos de bala pelo corpo.

O tiroteio decorreu na sequência de uma operação da Procuradoria-Geral do Estado do México e da Guarda Nacional, que se depararam com civis armados, alegados membros do grupo 'La Familia Michoacana'.

🔺 Mono vestido de sicario murió en el enfrentamiento en #Texcaltitlán, #Edomex. El animal terminó con los brazos extendidos sujetado de los hombros del joven que lo cargaba, vestía un chaleco balístico, chamarra y pañal.#AsíPasó #LasNoticiasAsí pic.twitter.com/VJEyMljlqK

— Carlos Zúñiga Pérez (@Carloszup) June 16, 2022

A autópsia do macaco ficará em cargo da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootécnica da Universidade Autónoma do Estado do México (UAEMex), estando a ser investigada a possibilidade do animal ter sido vítima de tráfico.

Dez homens morreram no local e outro morreu no hospital. Além disso, dez pessoas foram detidas, três das quais permanecem sob observação médica, devido aos ferimentos que sofreram.

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS