Uma foto de uma mulher nua fotografada nua em uma delegacia de Iguaba Grande (RJ), viralizou no ano passado. Muitos perguntavam quem seria a misteriosa “peladona da delegacia”. Nesta semana soube-se quem é. 

Para a “surpresa” de muitos, a moça é casada com um inspetor que estava de plantão na 129ª DP. Conforme as investigações do caso, o agente teria utilizado o espaço para realizar o sonho da mulher de transar na delegacia. 

Ao menos cinco pessoas foram ouvidas em um procedimento da Corregedoria da Polícia Civil. Os depoimentos foram encaminhados ao Ministério Público. O inspetor teria esperado os colegas saírem para realizar o fetiche da esposa. 

As fotos, que viralizaram nas redes sociais em setembro, teriam sido enviadas pelo casal para um grupo de swing (pessoas que trocam de casais). Algum integrante do grupo teria compartilhado a foto nas redes sociais e o caso foi parar na Corregedoria da PM. 

Na época da repercussão do caso, o inspetor chegou a negar que tivesse feito as fotografias. O celular dele está sendo periciado pelo Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE). 

De acordo com a reportagem, a “brincadeira sexual” pode custar a suspensão do inspetor por até 90 dias, com interrupção do pagamento do salário pelo período. 

Fotos na delegacia caíram, nas redes sociais Foto: Reprodução

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS