Um ato cruel e inusitado chocou a comunidade da Agrovila Jerusalém, na zona rural do município de Canaã dos Carajás, distante cerca de 227 quilômetros de Marabá, e vizinho ao município de Paruapebas no sudeste paraense. O corpo de um homem foi encontrado totalmente carbonizado dentro de uma chácara. 

Jaqueline Silva é a principal suspeita de ter assassinado e ateado fogo no corpo do companheiro Antônio Lindomar Silva Moreira, conhecido como Cowboy, de 40 anos. Os restos mortais do caseiro foram encontrados em uma chácara na área de acesso as cachoeiras, aproximadamente 6 km de distância da Agrovila Jerusalém, zona rural de Canaã dos Carajás. 

Corpo totalmente carbonizado foi encontrado dentro de uma cova rasa no terreno
Corpo totalmente carbonizado foi encontrado dentro de uma cova rasa no terreno | Reprodução

A Polícia Civil esteve no local solicitada por homens da Polícia Militar. Investigadores acreditam que Antônio Lindomar foi morto e queimado ainda na madrugada de sábado (14), mas somente pela manhã os restos mortais dele foram avistados pelo proprietário da chácara, Marcos Aurélio. A situação só foi amplamente divulgada na noite desta segunda-feira (16).

Veja também!

Homem é executado em frente de pizzaria em cidade do Pará

Veja últimas notícias sobre desaparecimento de Isabela

Cães da raça pitbull atacam mulher de 56 anos no Pará

Jaqueline, esposa de Lindomar e principal suspeita da atrocidade, foi vista pela última vez correndo em meio a uma vicinal próxima ao local carregando um bebê de colo, que seria filho dela com a vítima. A polícia está à procura da mulher, mas até agora ela não foi encontrada para contar sua versão do fato.

O ACHADO

O que restou do cadáver de Cowboy foi encontrado numa cova rasa na propriedade rural em que ele tomava conta.

O proprietário do local afirmou a polícia que avistou muito sangue espalhado pela área e logo depois uma picareta no quintal da propriedade. Chegando mais próximo da ferramenta, ele observou um corpo totalmente carbonizado pelas chamas numa cova rasa e aberta. Também no loca, foram avistadas várias latas de bebida alcoólica.

Após a chegada da Polícia Civil, era noite de sábado quando profissionais do Instituto Médico Legal (IML) de Parauapebas chegaram para remover o cadáver.

A investigação segue em apuração. A polícia se empenha em encontrar a esposa da vítima, Jaqueline, que até o momento está desaparecida com a filha do casal. (DOL Carajás com informações de Papo Carajás)

No local do achado do corpo de Lindomar, foram encontradas também diversas latas de cervejas Foto: Reprodução

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS